16 maio 2022

Filtro de sujidade magnético: o combate às impurezas na instalação com bomba de calor

O filtro de sujidade magnético representa uma das soluções mais eficazes para a proteção das instalações contra os danos causados por partículas ferrosas e por impurezas presentes na água. Neste artigo, veremos como funcionam estes dispositivos e por que optar por um modelo especialmente filtrante pode ser a melhor escolha para uma instalação com bomba de calor.

Neste artigo poderá ler:

  • Porquê instalar um filtro de sujidade magnético? Como funciona?

  • O filtro de sujidade magnético com duplo efeito filtrante

  • Onde instalar o filtro de sujidade magnético nas instalações com bomba de calor

  • Como se efetua a limpeza do filtro de sujidade magnético?

Porquê instalar um filtro de sujidade magnético?

Os principais motivos pelos quais se torna indispensável instalar um filtro de sujidade magnético para separar as impurezas são:

  • a máxima eficiência da instalação

  • a poupança energética

  • os custos de manutenção reduzidos

Os diversos componentes que constituem uma instalação de climatização estão expostos a uma ação de desgaste por parte das impurezas que circulam no fluido termovetor. Se estas não forem corretamente eliminadas, podem causar bloqueios e gripagem das bombas, menor rendimento dos permutadores de calor, funcionamento irregular das válvulas e permuta térmica insuficiente.

No caso específico da instalação com bomba de calor, que é muito complexa e sensível, a utilização do filtro de sujidade magnético é imprescindível. As impurezas podem, de facto, obstruir as passagens internas mais estreitas ou impedir o correto funcionamento dos componentes de regulação interna. Sendo a bomba de calor uma fonte que beneficia de saltos térmicos baixos, mesmo as pequenas variações de caudal podem afetar negativamente o seu desempenho.

Assim, é importante escolher um filtro de sujidade que garanta uma ação de filtragem otimizada. Dentro da vasta gama de produtos para a separação das impurezas, o novo filtro de sujidade magnético CALEFFI XF distingue-se precisamente por isto. Vejamos como funciona.

 

Em vez disso, deve instalar uma caldeira mural? Descubra o filtro de sujidade magnético CALEFFI XS para instalação sob a caldeira

 

Como funcionam os filtros de sujidade magnéticos?

O tratamento da água na instalação com o filtro de sujidade magnético CALEFFI XF ocorre em três fases distintas:

  1. A água entra centralmente no dispositivo e entra em contacto com o elemento interno, constituído por um conjunto de superfícies reticulares dispostas em forma radial. As micropartículas são separadas graças à ação dupla da ampla câmara e das superfícies reticulares. 
  2. Um íman central captura e retém as impurezas ferrosas até às dimensões mais pequenas. 
  3. Na saída do dispositivo, a água passa através de uma malha de filtragem que retém as impurezas residuais através da seleção mecânica das partículas, com base na sua dimensão.

 

O filtro de sujidade magnético com duplo efeito filtrante

Quanto maior for a ação filtrante do filtro de sujidade magnético, maior será a garantia de desempenho, eficiência e segurança das novas instalações de climatização que utilizam tecnologia avançada, como pode ser o caso das instalações com bomba de calor.

A particularidade do filtro de sujidade magnético CALEFFI XF é precisamente o duplo efeito filtrante.

O primeiro efeito é conferido pelo elemento reticular interno que, constituído por um conjunto de superfícies dispostas em forma radial, separa as impurezas de maiores dimensões por colisão, fazendo-as precipitar na ampla câmara de recolha. O resultado obtém-se após apenas algumas recirculações do fluido e com a instalação em funcionamento.

O segundo efeito é fornecido por um filtro na saída de superfície ampla que, graças a uma rede muito fina captura mecanicamente, desde a primeira passagem do fluido, todas as partículas com diâmetros a partir de 0,16 mm.

Graças a este duplo efeito de filtragem, o CALEFFI XF consegue capturar partículas duas vezes mais pequenas comparando com a maioria dos filtros existentes no mercado que, geralmente, são eficazes apenas para partículas com dimensões superiores a 0,4 ou 0,5 mm. Além disso, graças à elevada superfície de filtragem de 9800 mm2, o dispositivo minimiza a possibilidade de obstrução por lodo, em comparação com os filtros comuns cujas malhas não superam os 6000 m2. A depuração é, portanto, realmente eficaz e constante ao longo do tempo.

Frequentemente, os filtros presentes no mercado não garantem a proteção dos componentes em todas as fases de funcionamento. O CALEFFI XF, por outro lado, elimina as impurezas logo desde a primeira passagem, mantendo a sua eficácia ao longo do tempo.

Onde montar o filtro de sujidade magnético nas instalações com bomba de calor

O filtro de sujidade magnético deve ser instalado como componente externo, preferivelmente a montante da fonte de calor, de modo a preservar a sua eficiência, mesmo ao longo do tempo.

O filtro de sujidade magnético CALEFFI XF é fornecido numa ampla gama de dimensões, de 3/4” a 2”, de forma a poder ser utilizado quer em pequenas quer em médias instalações.

Instalação em tubagem horizontal e vertical

O filtro de sujidade magnético é um dispositivo integrado extremamente versátil: pode ser instalado em tubagem horizontal ou vertical, sem alteração das suas características funcionais e fluidodinâmicas.

O corpo do CALEFFI XF permanece sempre na vertical, devendo rodar-se apenas o tê de ligação para adaptar as ligações à orientação da tubagem.

Exemplo de esquema de aplicação de um filtro de sujidade magnético

Como se efetua a limpeza do filtro de sujidade magnético?

Para realizar a limpeza de grande parte dos filtros de sujidade atualmente no mercado, em primeiro lugar é necessário efetuar o seu seccionamento através de válvulas. Esta operação não se torna necessária instalando o CALEFFI XF, já que este filtro de sujidade magnético com limpeza semiautomática está dotado de um mecanismo com escovas internas que eliminam as impurezas da malha de filtragem, sem ser preciso desmontar o dispositivo.  

Vejamos como é realizada a operação passo a passo.

Manutenção e descarga de impurezas do filtro de sujidade magnético

Para eliminar as impurezas ferrosas capturadas pelo íman, é necessário em primeiro lugar desligar o circulador que faz circular a água no circuito e remover o íman central para que ocorra a decantação das mesmas.

Depois disso, pode efetuar-se a descarga das impurezas, com o grupo de enchimento ativo.

Rodando o manípulo superior no sentido horário, as escovas limpam internamente o filtro, fazendo precipitar as impurezas no fundo do dispositivo, sem que se dispersem. Finalmente, a espátula metálica na base do mecanismo permite limpar corretamente o fundo do dispositivo de eventuais impurezas incrustadas.

No fim da limpeza, alinha-se o indicador do manípulo superior com o entalhe presente no corpo do dispositivo, fecha-se a torneira de descarga e coloca-se a instalação em funcionamento.

Dosagem de aditivos químicos

Unir a ação anti-impurezas dos filtros de sujidade magnéticos à utilização de aditivos químicos permite proteger e preservar a instalação ao longo do tempo.

O CALEFFI XF também pode ser utilizado como ponto de acesso ao circuito para introdução de aditivos químicos, desde que tenham sido instaladas válvulas de interceção a montante e a jusante do filtro de sujidade.

Last modified: 
18 maio 2022
Aquecimento
PARTILHAR EM: