18 Janeiro 2019

Como se inverte o sentido de fluxo de um grupo de regulação para instalações de chão radiante?

A gestão da temperatura de ida assume um aspeto fundamental para otimizar o rendimento das instalações modernas e obter o conforto térmico adequado no interior da habitação.

Para tornar isto possível, podem utilizar-se grupos de regulação com válvula misturadora e circulador, capazes de regular a temperatura do fluido vetor no valor desejado e de o distribuir pelos vários coletores de zona.

Nas centrais térmicas, onde frequentemente o espaço à disposição é realmente limitado, a utilização dos grupos de regulação pré-montados simplifica bastante a vida dos profissinais.

Estes dispositivos são, de facto, projetados para a instalação direta nos coletores de central térmica, série 550, ou no Sepcoll 559, reduzindo ao mínimo o espaço ocupado.

Todavia, com base no sentido de fluxo, pode acontecer que se encontre a ida e o retorno do grupo de regulação invertidos em relação aos da instalação.

No caso dos grupos de distribuição série 165 e de regulação série 166 é possível, em poucos passos, deslocar a ida da esquerda para a direita ou vice-versa.

A modularidade destes grupos de regulação permite, de facto, desmontar os diferentes componentes, desapertando as várias porcas loucas que os unem entre si. 

No caso do grupo de distribuição 165, será suficiente inverter a posição do circulador e do tubo de ligação, tendo o cuidado em posicionar corretamente os dois termómetros e o isolamento. 

No que toca ao grupo de regulação termostático série 166, para além de inverter a posição do circulador, é também necessário remover o tampão que fecha a via inutilizada da válvula de mistura e deslocá-lo para o lado oposto, de forma a poder ligá-la novamente ao kit de tubagem.

No grupo motorizado série 167, pelo contrário, não se pode inverter os seus componentes por causa da válvula misturadora de setor, que modifica o seu elemento interno e o servocomando que a regula, sendo que, por este questo motivo, é necessário conhecer previamente o sentido de instalação para se poder encomendar o código correto.

 

 


Vídeo tutorial sobre a conversão dos Grupos de Regulação 165 e 166

 

 

Comentários