20 abril 2022

Soluções para prevenção e controlo de redes de distribuição de água quente sanitária

Os tratamentos térmicos antilegionella apenas podem ser aplicados em instalações dotadas de misturadoras. Estes dispositivos são capazes não só de manter a água misturada à temperatura exigida, mas também de permitir a desinfeção térmica do circuito. 

Controlo de redes de distribuição de água quente sanitária com misturadora termostática

As misturadoras termostáticas sempre foram apreciadas pela facilidade de instalação e fiabilidade na regulação da temperatura de ida da AQS. Porém, por outro lado, não permitem programar a desinfeção térmica e, uma vez reguladas, não podem alterar autonomamente a ordem de funcionamento. 

Controlo de redes de distribuição de água quente sanitária com misturadora eletrónica

As misturadoras eletrónicas, para além de controlarem a temperatura da água quente, permitem gerir os ciclos de desinfeção térmica e registar os respetivos dados. No entanto, na ausência de corrente elétrica, deixam de conseguir manter a temperatura correta. 

Controlo de redes de distribuição de água quente sanitária com misturadora eletrónica híbrida

As novas misturadoras eletrónicas híbridas combinam num único dispositivo a funcionalidade tradicional da misturadora termostática mecânica com a eficiência de gestão da misturadora eletrónica.

A misturadora termostática recorre à ação mecânica realizada pelo elemento termostático interno de comando, que reage prontamente a qualquer variação de temperatura, pressão e caudal na entrada para repor rapidamente o valor de temperatura da água misturada na saída. 

O regulador eletrónico, diretamente integrado no atuador, permite a gestão da temperatura da água misturada, de acordo com diferentes programas funcionais, quer para o controlo normal quer para a fase de desinfeção térmica para a prevenção da Legionella. O regulador está ainda preparado para a gestão remota com protocolos específicos de transmissão de tipo MODBUS, permitindo a integração destes dispositivos nos sistemas de Building Management (BMS). 

A misturadora híbrida é assim capaz (1) de garantir o desempenho em termos de fiabilidade e precisão típicas da misturadora mecânica e (2) de variar e controlar a temperatura como a misturadora eletrónica. A misturadora híbrida é normalmente utilizada em instalações centralizadas de hospitais, lares, centros desportivos e comerciais, unidades hoteleiras, parques de campismo e escolas, e também em estruturas residenciais com edifícios de grandes dimensões. Em estruturas de utilização coletiva, é ainda mais necessário o controlo e a prevenção da Doença dos Legionários de modo programado, gerindo corretamente os tempos de desinfeção.

Função e particularidades da misturadora termostática híbrida LEGIOMIX® 2.0

  • Combina num único dispositivo a funcionalidade tradicional da misturadora termostática mecânica com a eficiência de gestão da misturadora eletrónica.

  • Regulador eletrónico com programação dos níveis de temperatura e ciclos de desinfeção térmica para prevenção da Legionella.

  • Velocidade e precisão garantidas na regulação da temperatura, indispensáveis para utilização em circuitos de distribuição de água quente sanitária.

  • A misturadora termostática reage prontamente a todas as variações de temperatura, pressão e caudal na entrada para repor rapidamente o valor de temperatura da água misturada na saída.

  • Atuador e regulador eletrónico concebidos num único invólucro funcional que permite cablagem simplificada.

  • Funcionamento mesmo em caso de interrupção da corrente elétrica graças à misturadora mecânica.

  • Inclui relógio digital que permite programar o dia e hora para executar as ações de desinfeção antilegionella e gerir a ativação e desativação da bomba de recirculação.

  • Preparado para transmissão com protocolo aberto MODBUS, para consulta, configuração remota e, principalmente, interação com sistemas domóticos (BMS) que tenham o mesmo protocolo.

Componentes da Misturadora Eletrónica Híbrida

Regulador Digital

O regulador digital de comando da válvula misturadora está dotado de uma interface fácil de usar, simples de acionar e capaz de assegurar todas as informações necessárias para o funcionamento correto da misturadora. Através da ação de um único manípulo de controlo, é possível aceder a todas as funções do menu para selecionar e verificar os parâmetros operacionais tais como temperaturas, estado da válvula, programações dos horários de regulação e desinfeção térmica.

Desinfeção

O dispositivo efetua uma desinfeção térmica, que consiste em aumentar a temperatura da água misturada por um período de tempo definido. Assim, é possível definir:

  • Dias da semana nos quais efetuar a desinfeção

  • Horário de início da desinfeção

  • Tempo mínimo de permanência acima da temperatura mínima de desinfeção a fim de avaliar o êxito da desinfeção

  • Tempo máximo dentro do qual se pode efetuar a desinfeção

A desinfeção pode ser:

  • Programada – começa nos dias e nas horas definidas

  • Ativada através de comando – pode ser comandada pelo dispositivo a partir do “Submenu comandos” ou remotamente através da placa opcional

  • Ativada através da entrada IN1

Durante a desinfeção é sempre ativado o relé OUT3 de desinfeção em curso e o relé OUT2 de gestão da bomba de recírculo. Caso a temperatura de desinfeção permaneça pelo tempo suficiente e seja ultrapassado o tempo máximo disponível, a desinfeção será considerada falhada assinalando o respetivo alarme.

Sonda de recirculação

Para um melhor controlo da desinfeção térmica e para a segurança antilegionella, pode ser necessária a medição da temperatura da água de retorno da distribuição, medição essa efetuada através da sonda de recirculação. Esta medição é utilizada para fins de controlo e verificação da temperatura atingida em toda ou parte da rede, já que a sonda pode ser posicionada num ponto remoto da instalação.

Modo Choque Térmico

O modo choque térmico pode ser comandado pelo dispositivo a partir do “Submenu comandos” ou remotamente através da placa opcional. Neste modo, o dispositivo aumenta a temperatura de ida para o valor definido durante um determinado período de tempo. Durante o choque térmico é sempre ativado o relé OUT3 de desinfeção em curso e o relé OUT2 de gestão da bomba de recírculo.

Esquema de aplicação da Misturadora Eletrónica Híbrida

 

 

Last modified: 
19 julho 2022
Hidrossanitário
PARTILHAR EM: