05 Outubro 2017

Posso colocar um registro para manutenção do vaso de expansão?

O vaso de expansão é um dispospositivo fundamental para a proteção de instalações hidráulicas (calefação, água gelada e água quente) e para prevenir a intervenção contínua das válvulas de segurança.
Este componente consegue compensar o aumento de volume devido ao aumento da temperatura, que leve por consequência ao aumento da pressão interna da instalação.
Nas instalações térmicas com potência superior a 35 kW, sujeitos às prescrições INAIL de Itália, se lê claramente no documento "raccolta R": “Na tubulação de expansão, que pode ser constituida por uma porção da instalação, não se pode inserir qualquer tipo de orgão de interseção ou de redução da seção”.
Nesta tipologia de instalação não há possibilidade de inserir qualquer tipo de registro de corte ao vaso, que não seja “uma válvula de interseção de três vias que assegure a ligação da geração com a atmosfera”, por consequência, para poder efectuar a manutenção é necessário o esvasiamento da instalação.
Quanto aos vasos de expansão para utilizações de água quente e com potência instalada inferior a 35 kW, o regulamento INAL não se aplica.


 

 

Neste tipo de instalações é possível instalar válvulas de interseção para simplificar as operações de manutenção e controlo periódico da precarga.
Em particular, a série 5580 foi desenvolvida para poder cumprir com o acima descrito em um espaço reduzido.

 

 

 

 

Este componente, de fato, integra uma válvula de esfera (1) para poder intersetar o vaso de expansão e um pequeno registro (2) para permitir drenar o vaso e prosseguir com a operação de verificação da precarga.

Para realizar esta opração deve proceder da seguinte forma:

  • Intersetar o vaso de expansão do resto da instalação;
  • Drenar o vaso levando-o à pressão atmosférica através do prequeno registro negro;
  • Ligar o manômetro (3) à válvula de precarga (4) na extremidade do vaso e corrigir a pressão de precarga.

Além disso, para evitar manuseamentos indevidos, há a possibilidade de selar (5) o comando da válvula de esfera.
 

 

Last modified: 
04 Outubro 2017
PARTILHAR EM: