30 Novembro 2017

Como posso medir a vazão de um circuito fechado?

A vazão é um dos parâmetros fundamentais em qualquer instalação hidráulica. É a base para dimensionamento de tubulações, acessórios e centrais geradoras. Independente das unidades utilizadas, representa volume por unidade de tempo. Excluindo equipamentos específicos, para medir a vazão em um circuito aberto, basta abrir uma torneira e medir o tempo que leva até encher um “balde” com volume conhecido ou posteriormente pesado. Em um circuito fechado, temos de recorrer a outros meios para aferir a vazão. Um dos métodos é através de uma válvula com tomadas de pressão. Tipicamente, estas válvulas possuem uma “perturbação calibrada” muitas vezes na forma de venturi para provocar uma diferença de pressão que é medida através das tomadas de pressão. Conhecida essa diferença de pressão, facilmente se chega ao valor de vazão através da interpretação de gráficos pressão x vazão, através de medidores eletrônicos que fazem automaticamente a conversão de diferença de pressão para vazão ou até mesmo diretamente na própria válvula. Outro método para aferir a vazão em um circuito fechado utiliza um manômetro para medir a altura manométrica da bomba circuladora. Comummente utilizado na área da água gelada, este método pode ser aplicado em qualquer tipo de circuito bombeado, desde que o manómetro tenha uma escala que permita aferir minimamente a altura manométrica. Para este fim, utiliza-se um manômetro que meça em mca. 

Nas próximas entradas analisaremos como fazer a medição de vazão com recurso a válvulas da série 130, 132 e com o manômetro 689.

            
 

Last modified: 
04 Maio 2021
Hidráulica
PARTILHAR EM: