27 Julho 2017

AUMENTAR A PRESSÃO PARA CONTROLAR O CONSUMO DE ÁGUA?

Para haver controle real sobre temperatura, pressão e vazão, é necessário a utilização de componentes. Caso queira por exemplo tomar um bom banho, é conveniente que a temperatura da água quente seja maior que a temperatura de utilização, para permitir regular convenientemente a temperatura desejada misturando água quente com água fria. O mesmo se passa com a pressão. Para haver um bom controle, deve haver uma pressão maior a montante, de forma que com uma redutora, seja possível adequar o nível de pressão à característica da instalação. Essa característica é definida pela vazão necessária para um funcionamento adequado. Hoje em dia, é fundamental escolher a vazão tendo em conta dois aspectos essenciais. A economia e o conforto! Uma vazão eficiente traz também benefícios infra-estruturais, quer na rede interna à unidade (distribuição e esgoto) ou na rede de um edifício. Neste caso ainda é mais importante definir bem as vazões pois todos os usuários irão utilizar a mesma rede comum, não sendo desejável desvios aos valores de projecto para não afectar os restantes usuários. O componente adequado para limitar a vazão nestas situações é um restritor calibrado série 534. Para que este componente funcione correctamente deve reservar-se uma pressão mínima de 5 a 10 mca à vazão calibrada, só para o restritor. Esta condição de pressão provoca uma deformação em um o-ring que vai variando a secção de passagem interna. Quanto maior a pressão, maior será a deformação e por consequência, a passagem é reduzida mantendo assim a vazão bem controlada. Resumindo, a inclusão de equipamentos reguladores de vazão aumenta a perda de carga da instalação, sendo portanto necessário garantir uma pressão mínima (e não limitar a máxima) para ter a vazão controlada. Por exemplo:

A curva 1 representa a instalação hidráulica de um flat. De cada vez que o usuário abre o chuveiro, o ponto de funcionamento é 20 l/min com 20 mca (A). Mas se ele resolver investir em um chuveiro economizador com restrição de vazão a 12 l/min, a curva da instalação passa a ser a curva 2. Se a pressão na entrada da unidade se mantiver nos 20 mca, a vazão não passará dos 8 l/min (C) e o espalhador do chuveiro não abre totalmente tornando o banho pouco satisfatório. Por esse motivo alguns fabricantes de chuveiros aconselham a retirada do restritor se a pressão na unidade for insuficiente. Porém nesse caso não há controle sobre a vazão. Se o controle da pressão na unidade for feito por uma redutora de pressão, é possível ajustar o nível de altura manométrica para atender ao novo ponto de consumo (B) de 12 l/min. Mesmo que a pressão esteja regulada para um valor superior àquele necessário, o restritor não permite que se ultrapasse o valor de vazão estabelecido.

Last modified: 
04 Maio 2021
HidráulicaRedutoras de pressão
PARTILHAR EM: